Franquia ou filial: qual a diferença?

7 minutos para ler

Quer crescer, mas está na dúvida sobre qual modelo escolher? Calma! Te explicamos quais são as principais características das franquias e das filiais de forma clara e objetiva.

Devo abrir uma franquia ou filial? Trata-se de uma dúvida frequente entre os empreendedores que estão pensando em crescer seus negócios. Para começar, é importante entender as diferenças entre os dois modelos.

Uma franquia é a sede da sua marca, enquanto a filial é a sede do seu negócio. Ambas as opções de expansão oferecem benefícios e desafios, porém as filiais podem custar mais caro no orçamento empresarial.

Quais são as diferenças entre franquia ou filial?

As franquias e as filiais possuem diferenças nas políticas e nos valores de investimento. Cada modelo tem suas especificidades, que são extremamente relevantes para a decisão do empreendedor. 

Franquia 

O modelo de franquia (também conhecido como franchising) acontece quando o franqueador (proprietário da marca) vende seus direitos de uso e de marca para os franqueados (outros empresários). É o caso do: McDonald’s, Burger King, Subway, O Boticário e China in box, por exemplo.

Mesmo que um franqueado seja proprietário de uma ou mais unidades, ele precisa respeitar todas as políticas e os padrões da marca — que vão desde as cores utilizadas até o formato e a linguagem do negócio. Portanto, o franqueador deve oferecer treinamentos e orientações sobre a qualidade e as características da marca que precisam ser mantidas ou seguidas. 

Outra grande diferença entre franquia ou filial é o investimento. No caso das franquias, as aplicações são feitas por terceiros, que são os franqueados. Assim, a separação financeira é totalmente independente, ou seja, cada unidade fica com o lucro e paga apenas as taxas de royalties sobre o faturamento, que são acordadas em contrato.

Filial

Afinal, o que é a filial de uma empresa? Nada mais é do que uma sede da mesma, que responde aos padrões e às políticas da matriz. Portanto, os lucros e prejuízos fazem parte da separação, do balanço financeiro e da responsabilidade da marca. Assim, todos os gastos com a expansão ficam por conta da empresa, já que não é cedido o direito de uso a terceiros.

Para exemplificar, imagine que sua empresa tenha nascido em São Paulo, mas aberto uma sede em outro bairro ou até mesmo cidade. Embora uma filial tenha seus próprios líderes e supervisores, eles devem responder diretamente à matriz. Além disso, pode haver compartilhamento de colaboradores que atuam em ambas as sedes. Alguns exemplos de filiais são: Sony, Coca-Cola e Fiat.

Quais as vantagens de abrir uma Franquia?

Ao decidir entre franquia ou filial, franquear um negócio sai na frente principalmente pelo aspecto financeiro. Além da expansão ser feita com o investimento de terceiros, possíveis prejuízos não são de sua responsabilidade direta, já que recebe royalties. 

Crescimento rápido

A expansão de uma marca é consideravelmente mais rápida ao montar uma franquia do que de uma filial, porque parte de modelos prontos que os franqueados precisam seguir. Além disso, os franqueadores podem ter o apoio de consultorias especializadas nesse segmento para estudar e buscar por melhores estratégias de ampliação do negócio, o que é bom para ambas as partes. 

Padronização alta

Como as franquias precisam respeitar padrões de qualidade e políticas da marca bem definidas, seguir essas regras é mais simples e fácil do que iniciar um processo de estruturação do zero, como acontece nas filiais. Isso atrai empreendedores interessados em investir na marca.

Simplicidade jurídica

A franquia também ganha no quesito jurídico quando comparada à filial. O sistema de franquias conta com uma legislação bem madura e clara sobre as responsabilidades de franqueado e franqueador. Essa definição de direitos e deveres tem a ver com a ausência de vínculos empregatícios ou fiscais entre a marca e as unidades.

Além da questão legislativa, os contratos de franquia esclarecem as responsabilidades, os valores e o cumprimento dos padrões do negócio. Portanto, caso surja algum problema em relação a isso, você estará resguardado pelo documento. Sendo assim, é de extrema importância buscar ler e entender a Lei n° 13966/19, mais conhecida como Lei das Franquias. Trata-se de uma norma que estabelece as principais regras para o contrato de adesão e instalação de novas unidades de uma marca. Nela, você entenderá todas as informações que precisa prestar ao franqueado, as obrigações, os riscos e a transmissão do know-how para a adequação e os treinamentos sobre os padrões e normas da marca.

Menos riscos trabalhistas

Levando em consideração que cada unidade/franqueado é uma empresa autônoma e independente do franqueador, os problemas e gastos trabalhistas são inexistentes. Por não haver vínculo com o dono da marca, são de responsabilidade dos franqueados: 

  • o pagamento de funcionários; 
  • a prestação de informações fiscais; 
  • a contribuição com a Previdência Social; 
  • as demais obrigações sobre os colaboradores que atuam na unidade

Este ponto é um forte atrativo que, muitas vezes, leva o empreendedor a criar uma franquia

Quais as vantagens de abrir uma Filial?

Se quiser e puder investir uma quantidade grande de tempo e recursos, a filial pode ser o modelo ideal para você. Confira os principais pontos positivos desse modelo de expansão de negócios.

Facilidade logística

Como a operação toda fica concentrada em uma única gestão, o domínio dos processos logísticos costuma ser maior. No caso das franquias, contar com uma empresa parceira ou terceirizar os custos para os franqueados é uma boa opção. Mas no caso das filiais, quem precisa cuidar deste aspecto é a matriz em conjunto com a filial. Portanto, se você tiver condições de gerir toda cadeia logística de todas as sedes e PDVs, provavelmente terá bons resultados.

Controle da operação

Enquanto a franquia precisa realizar trabalho de campo e oferecer treinamentos aos franqueados, as filiais podem ser acompanhadas de perto por funcionários que transitam entre as sedes. O custo de transportar e manter colaboradores em constante movimentação é mais alto, mas o controle também é mais centralizado.

Adaptações internas e B2B

Se sua empresa tiver uma infraestrutura robusta e muito bem consolidada, será mais fácil implementar novos processos internos com uma filial, pois o nível de interdependência e contato entre elas é maior do que entre as franquias. Mas tome cuidado: nas franquias, trazer inovações que se adaptam aos locais onde cada unidade está inserida é mais fácil! Em resumo, mudanças B2B são mais fáceis de serem implementadas na filial, enquanto mudanças B2C são mais fáceis de serem implementadas nas franquias. Isso varia de acordo com a cultura e necessidade de adaptação de cada empresa. 

Por que contar com o apoio de uma consultoria especializada para tomar essa decisão?

As consultorias especializadas no modelo de franquia são um divisor de águas para o sucesso do seu negócio, porque contam com profissionais atualizados sobre o comportamento do mercado e as estratégias mais eficientes para cada setor. Assim, vão desenvolver seu negócio de forma mais saudável, eficiente e duradoura.

Nesse sentido, a Goakira é uma consultoria com foco no modelo de franquias e pode ajudar sua empresa a crescer de maneira rápida, padronizada e bem estruturada. Para tanto, estudamos desde os melhores pontos comerciais para o seu tipo de empreendimento até a elaboração de estratégias de marketing e treinamento de equipe.

Se deseja expandir seu negócio, entre em contato conosco! Nossos consultores estão mais do que preparados para te orientar.

Leia nossos e-books sobre Expansão Empresarial:

Acompanhe nossas Redes Sociais e saiba mais sobre o assunto:

Instagram  Facebook  LinkedIn  Youtube

Posts relacionados

Deixe um comentário