Franquia ou filial: entenda as diferenças entre os modelos

6 minutos para ler

Devo abrir uma franquia ou filial? Trata-se de uma dúvida frequente entre os empreendedores que estão pensando em expandir suas empresas. Para começar, é importante entender as diferenças entre esses dois modelos.

Uma franquia é a sede da sua marca, enquanto a filial é a sede do seu negócio. Ambas as opções de expansão oferecem benefícios e desafios, porém as filiais podem custar mais caro para o orçamento empresarial.

A seguir, entenda por que as franquias geralmente são escolhidas para o crescimento de uma marca, bem como suas vantagens.

Transforme o seu negócio em uma franquia

Quais são as diferenças entre franquia ou filial?

As franquias e filiais se diferem tanto nas políticas quanto nos valores de investimento. Cada modelo tem suas especificidades, que são extremamente relevantes para a decisão do empreendedor. Entenda.

Franquia

A franquia é uma empresa em que o franqueador (proprietário da marca) vende seus direitos de uso e de marca para outros empresários, que são os franqueados. Isso acontece com: McDonald’s, o Burger King, Subway, O Boticário e China in box, por exemplo. Mesmo que um franqueado seja proprietário de uma ou mais unidades, o investidor que adquire o direito de uso do franqueador precisa respeitar todas as políticas e os padrões da marca — que vão desde as cores utilizadas até o formato e a linguagem do negócio.

Para tanto, o franqueador deve oferecer treinamentos e orientações sobre a qualidade e as características da marca que precisam ser mantidas ou seguidas. Outra grande diferença entre franquia ou filial é o investimento. No caso das franquias, as aplicações são feitas por terceiros, que são os franqueados. Assim, a separação financeira é totalmente independente, ou seja, cada unidade fica com o lucro, devendo pagar apenas as taxas de royalties sobre o faturamento (acordadas em contrato).

Filial

A filial é uma sede da sua empresa que responde aos padrões e às políticas da matriz. Portanto, os lucros e prejuízos fazem parte da separação, do balanço financeiro e da responsabilidade da marca. Em razão disso, todos os gastos com a expansão ficam por conta da empresa, já que não é cedido o direito de uso a terceiros.

Para exemplificar, imagine que sua empresa tenha nascido em São Paulo, mas aberto uma sede em outro bairro ou até mesmo cidade. Embora uma filial tenha seus próprios líderes e supervisores, eles devem responder diretamente à matriz. Além disso, pode haver compartilhamento de colaboradores que atuam em ambas as sedes. Alguns exemplos de filiais são: Sony, Coca-Cola e Fiat.

Quais são as vantagens da franquia, afinal?

Ao decidir entre franquia ou filial, as franquias saem na frente principalmente pelo aspecto financeiro. Além da expansão que é feita com o investimento de terceiros, os prejuízos não são de sua responsabilidade direta, já que recebe royalties. Sem contar que franquear um negócio gera outras vantagens em relação à filial.

Crescimento

A expansão de uma marca é consideravelmente mais ágil e rápida no formato de franquia do que de filial. Isso acontece porque já há modelos prontos que os franqueados precisam seguir. Sem contar que os franqueadores podem ter o apoio de consultorias especializadas nesse segmento para estudar e buscar por melhores estratégias para a ampliação do negócio, sendo que isso afeta positivamente o franqueado. Tais aspectos também possibilitam o fortalecimento da sua marca de maneira mais rápida.

Padronização

Como dito, as franquias precisam respeitar os padrões de qualidade e as políticas da marca, que já são prontas e definidas. Seguir essas regras é mais simples e fácil do que iniciar um processo de estruturação do zero, como acontece nas filiais. Tal aspecto atrai empreendedores interessados no investimento em uma marca.

Simplicidade jurídica

Por ser um modelo de negócio bastante rentável para a economia de qualquer país e apresentar um crescimento, a franquia também ganha no quesito jurídico quando comparada à filial. Em razão da importância econômica, o sistema de franquias conta com uma legislação bem madura e clara sobre as responsabilidades de franqueado e franqueador. Essa definição de direitos e deveres parte da importância de não haver vínculos empregatícios ou fiscais entre a marca e as unidades.

Além da questão legislativa, os contratos de franquia esclarecem as responsabilidades, os valores e o cumprimento dos padrões do negócio. Portanto, caso surja algum problema em relação a isso, você estará resguardado pelo documento. Sendo assim, é de extrema importância buscar ler e entender a Lei n° 13966/19, mais conhecida como Lei das Franquias. Trata-se de uma norma que estabelece as principais regras para o contrato de adesão e instalação de novas unidades de uma marca. Nela, você entenderá todas as informações que precisa prestar ao franqueado, as obrigações, os riscos e a transmissão do know-how para a adequação e os treinamentos sobre os padrões e normas da maca.

Menos riscos trabalhistas

Levando em consideração que cada unidade (e franqueado) é uma economia e empresa autônoma, independente do franqueador, os problemas e gastos trabalhistas são inexistentes. Por não haver vínculo com o dono da marca, são de responsabilidade dos franqueados: o pagamento de funcionários; a prestação de informações fiscais; a contribuição com a Previdência Social; as demais obrigações sobre cada colaborador que atua na unidade.

estratégia de expansão

Por que contar com o apoio de uma consultoria especializada?

As consultorias especializadas no modelo de franquia são consideradas um divisor de águas para o sucesso da sua rede. Isso porque tal tipo de apoio conta com profissionais atualizados sobre o comportamento do mercado e as estratégias mais eficientes para cada setor. Assim, trata-se de um meio de ajuda especializada para desenvolver seu negócio de forma mais saudável, eficiente e duradoura.

Nesse sentido, a Goakira é uma consultoria que foca no modelo de franquias e pode ajudar sua empresa a crescer de maneira rápida, padronizada e bem estruturada. Para tanto, estudamos desde os melhores pontos comerciais para o seu tipo de negócio até a elaboração de estratégias para treinar a equipe.

Ao escolher entre franquia ou filial, é necessário ter seus objetivos em mente. No entanto, vale sempre considerar que o modelo de franquia possibilita um crescimento mais rápido e com menores investimentos. Deseja expandir seu negócio, mas não sabe por onde começar? Entre em contato conosco e converse com um de nossos consultores!

Posts relacionados

Deixe um comentário