Quer franquear o negócio? Veja como a Goakira pode ajudá-lo!

7 minutos para ler

Aumenta cada vez mais a quantidade de empreendedores que procuram franquear o negócio com o propósito de aproveitar o crescimento gigantesco que este segmento vem mostrando nas últimas décadas.

Nesse sentido, franquear uma empresa nada mais é do que selecionar uma estratégia, ou um canal de expansão, no qual você cresce com o capital de terceiros e consegue algumas vantagens tributárias. Desse modo, o sistema de franchising se torna uma excelente possibilidade de expansão para a sua organização.

Além disso, umas das vantagens de transformar uma instituição em franquia é a diluição de riscos. Quando o empreendedor investe sozinho na expansão de uma rede de estabelecimentos, ele assume todos os riscos. Já no modelo de franquias, esse risco é divido com os franqueados. Continue a leitura e saiba como a Goakira pode ajudá-lo!

ebook sobre formatação de franquiasPowered by Rock Convert

O que avaliar para franquear uma empresa?

O franchising consiste em uma ótima opção de negócio para quem tem uma empresa estruturada diante do público e pretende fazer com que ela entre em outras áreas, mas não pode investir na instalação de novas sedes, tampouco assumir a obrigação de administrá-las.

Contudo, no momento de franquear o negócio é primordial que o investidor realize uma análise de todo o seu empreendimento, pois nem todas as empresas e gestores apresentam perfil de franqueador.

Logo, para evitar dores de cabeça no futuro, é preciso uma avaliação da franqueabilidade da instituição. Em um primeiro momento, responda as seguintes perguntas:

  • os produtos e serviços da minha organização são essenciais para os clientes em diferentes mercados?
  • Meus serviços e produtos podem ser executados por outras pessoas fora da minha presença?
  • Eu sei, de maneira clara, qual modelo ideal de funcionamento da minha companhia (quantidade de colaboradores, pontos comerciais, impactos de impostos, entre outros)?

Estes são alguns questionamentos que podem ser levados em consideração pelos aspirantes a franqueadores. Além disso, é preciso avaliar corretamente em qual estágio seu negócio se encontra, qual a sua situação financeira e a sua capacidade de produção. A avaliação desses aspectos é essencial para iniciar o processo de franqueamento.

Como fazer uma análise de franqueabilidade?

A análise de franqueabilidade começa com um diagnóstico. É importante destacar que esse diagnóstico precisa avaliar em qual estágio se encontra a empresa; levando em consideração os pontos relevantes da expansão por meio de franquias: diferenciais competitivos, produtos e serviço, questões de abastecimento logístico, qual o modelo de negócio, as margens atuais e quanto a pessoa está conseguindo ganhar em dinheiro.

Por fim, o diagnóstico serve para analisar a saúde financeira da instituição e se ela apresenta estrutura e capacidade de escalar e crescer, além de fornecer suporte adequado para o franqueado.

A segunda etapa é o plano de negócios — ou seja, o estudo de franqueabilidade. É estruturar e fazer o planejamento para que esse modelo de negócios se expanda por meio de franquias.

Na prática, tem de se fazer projeções financeiras — dos franqueados em cada um dos seus formatos; se tem mais de um formato, todos têm de ter uma projeção financeira —, tanto de receitas quanto de despesas, indiretas e diretas, variáveis e fixas; tem de se analisar e detalhar todo o investimento inicial necessário, analisar a viabilidade desse e o tempo de retorno, além da lucratividade e rentabilidade que esse negócio gera.

simulação de viabilidade financeiraPowered by Rock Convert
Além disso, é fundamental pensar no franqueador:
  • Qual a estrutura necessária por parte do franqueador?
  • Em que ela se baseia?
  • Qual o tipo de suporte o franqueador oferecerá para esse franqueado?
  • Qual é a frequência desse suporte e quanto custa?
  • Quanto custa essa estrutura?
  • Como será monetizado esse sistema de negócios?
  • Quais serão as taxas cobradas e quais as fontes de receita?
  • Quantas franquias você abrirá e qual o seu plano de expansão?
  • Onde é o local potencial para se abrir uma franquia?
  • Quantas franquias você precisará abrir para viabilizar seu modelo de negócios?
  • Qual o prazo de retorno e qual o investimento inicial?
  • Qual a estratégia de marketing necessária para obter franqueados?

Assim, o business plan precisa ser detalhado para que se possa avaliar se, financeiramente, é um bom negócio. Além do mais, no business plan é possível entrar em outras questões mais técnicas em relação ao planejamento como regras de negócio, questões de territorialidade, questões de repasse do negócio, regras para a saída do sistema, quais serão as consequências de infrações leves, médias ou pesadas, como serão as multas, comissionamento e eventos. Ou seja, todas as regras do negócio devem estar previstas e detalhadas no plano de negócios.

É preciso destacar que o perfil do franqueado precisa ser definido de forma detalhada. É necessário analisar também como será o processo de assessment, de recrutamento e o que será preciso fazer para encontrar franqueados adequados para o negócio.

Quanto custa para transformar seu negócio em uma franquia?

Ser um franqueador é um excelente negócio, porém, para que o sistema se desenvolva de maneira saudável é primordial realizar uma formatação de franquia bem feita. O custo do investimento dependerá de vários fatores como:

  • nível de maturidade dos processos de gestão e operação da instituição;
  • necessidade de serviços de outros especialistas;
  • complexidade da organização;
  • conhecimento que o empreendedor já tem sobre o sistema de franquia;
  • estruturação da franqueadora;
  • divulgação da marca;

Para se ter uma ideia, o custo de trabalho de consultoria para formatação (sem inserir serviços de arquiteto, advogados e outros profissionais) de uma organização reconhecida, associada à Associação Brasileira de Franchising, gira em torno de R$ 50.000. Essa é somente uma estimativa com fundamento nos diversos fatores que impactam o processo de formatação. É necessário saber que alguns projetos podem custar muito mais que isso.

A importância de uma consultoria ao franquear o negócio

É importante saber que o preço solicitado por uma consultoria em um sistema de franquia é embasado nas horas de trabalho necessárias, no conhecimento adquirido e na experiência do profissional na área.

A Goakira realiza um diagnóstico, o plano de negócios, a parte jurídica e a parte de manuais. Depois dessas 4 fases, chamadas de formatação de franquias, a Goakira parte para outros tipos de serviço, como o de expansão, pois ela é capaz de captar os interessados, selecioná-los com base no perfil e efetuar a negociação.

Portanto, o franqueador pode optar por contratar a Goakira para fazer isso ou para ensiná-lo a fazer isso. Ele também pode contratar na fase do pós. Ou seja, na parte da gestão de treinamentos de vendas ou de acompanhamento das vendas junto ao franqueado. Pode desejar a presença também de um coach. Isso porque a organização tem pessoas na equipe capazes de orientá-lo durante o processo de franquear o negócio.

Nosso artigo foi esclarecedor e útil para você? Ficou com alguma dúvida ou gostaria de ter mais informações a respeito? Então, entre em contato conosco! Será um prazer atendê-lo!

Posts relacionados

Deixe um comentário