Como escolher o ponto comercial certo?

4 minutos para ler

Seja uma franquia, seja um negócio próprio, existem diversos cuidados que devem ser tomados na hora de botar uma operação para rodar. Certamente, escolher um segmento que é a sua cara para investir é importante, mas não o suficiente. Você precisa saber como escolher o ponto comercial e essa escolha requer uma análise profunda de tudo o que envolve a localização.

O ponto comercial pode não ser o responsável pelo sucesso do negócio, mas pode ser o motivo do fracasso.

ponto comercial

Não existe uma regra específica sobre como escolher o ponto comercial. Tudo depende de premissas como público-alvo, segmento, qual a cidade em que está situado o negócio, entre outros aspectos. Em São Paulo, por exemplo, muitas empresas buscam o centro para expandir. Mas, ainda assim, nem todos os trechos são espaços comercialmente bons para serem explorados. O tipo de comércio também pode ser viável em outras regiões que não o centro.

Não sabe como escolher o ponto comercial? Evite a fachada escondida

Fuja de locais que tenham bancas de jornais e pontos de ônibus na calçada, esses são obstáculos que impede que os passantes visualizem a fachada do seu estabelecimento. Apesar de clichê, a frase “quem não é visto, não é lembrado” faz todo sentido quando se fala em ponto comercial.

O McDonald’s, por exemplo, compra os pontos comerciais e oferece aos candidatos a franquia as opções disponíveis. Quando o franqueado não é dono do ponto comercial, é mais fácil assegurar que ele não se desligue da franquia quando conquistar a clientela. Além disso, esse é um dos fatores de sucesso do McDonald’s, o fato de que a franqueadora é responsável pelos locais de abertura das novas unidade. Afinal, no franchising, todo cuidado é pouco e o franqueador é que detêm todo o know-how da marca.

Invista em divulgação

Investir em divulgação faz parte das medidas adotadas para a vitória do ponto comercial. Chame as pessoas para conhecer o estabelecimento, seja utilizando panfletagem, seja pelas redes sociais. Os clientes potenciais precisam saber da existência do negócio para frequentá-lo.

Certifique-se também de que tudo o que foi prometido na divulgação será encontrado no local. Tem uma sorveteria e anunciou que é possível tomar um sorvetinho e assistir ao por do sol ao mesmo tempo? Então cumpra com a sua promessa e, dessa forma, arranque elogios e fortaleça a experiência do cliente.

Cuidado com as ações de marketing equivocadas

Pesquise muito bem quem é o público-alvo do negócio e quais são os seus gostos e preferências. É provável que a criação de uma persona te ajude na identificação dos frequentadores do seu estabelecimento.

Existe um foodtruck de comida mexicana bem em frente a sua loja, mas o seu público é majoritariamente japonês e não curte comidas tão temperadas? Melhor repensar! Uma ação de marketing equivocada pode afastar e causar o efeito contrário do esperado.

Esse é um aspecto que faz toda diferença na escolha do ponto comercial. Tenha sempre uma equipe pronta para otimizar o marketing da sua marca.

Cuidado com sobreloja e subsolo

Tanto o subsolo, quanto as sobrelojas são pontos comerciais de risco, especialmente no início do negócio. Geralmente, os passantes dão preferência para as unidades localizadas no térreo dos shoppings e centros comerciais. Isso acontece porque as pessoas estão em busca de comodidade e agilidade.

Mas, se você acredita no força da marca e está disposto a criar uma área comercial interessante, essa pode ser uma boa opção. Os valores são menores e você pode contar com a valorização do ponto a longo prazo.

Faça um estudo de geomarketing

A melhor forma de escolher o ponto comercial ideal é realizando um estudo de geomarketing. Esse estudo não só ajuda na decisão do local, como também auxilia na otimização de campanhas de marketing.

Dentre os benefícios ofertados pelo geomarketing, podemos citar:

  • Escolha certeira do ponto de venda;
  • Mapeamento de territórios que concentrem o seu público-alvo;
  • Conhecer novas tendências;
  • Melhorar o engajamento dos clientes;
  • Otimizar custos;
  • Comparar regiões e estabelecer presença em locais em que seu segmento ainda não chegou.
ponto comercial

Não deixe de avaliar a possibilidade de contratar uma consultoria especializada para realizar um estudo para o seu negócio. Esse, com certeza, será um diferencial em relação aos concorrentes.

Gostou do tema de hoje? Temos vários artigos sobre o assunto aqui no blog, fique de olho!

Posts relacionados

Deixe um comentário