Como estruturar uma franquia? Confira 6 erros que você deve evitar!

6 minutos para ler

O desejo de qualquer franqueador é saber como estruturar uma franquia de maneira ágil, sustentável e rentável. Dessa forma, é preciso muito planejamento antes de executar o processo de crescimento.

É necessário garantir que os objetivos propostos sejam alcançados com a abertura de novas lojas. Uma forma eficaz de analisar a eficiência de diferentes métodos é avaliar os casos de sucesso.

Nesse sentido, é importante destacar que existem alguns erros comuns na administração de franquias que podem reduzir a expectativa de crescimento ou até mesmo levar o franqueador fecharem as portas do seu negócio.

Assim sendo, continue a leitura e confira 6 erros que você deve evitar ao estruturar uma franquia!

1. Não conhecer o funcionamento do sistema de franquias

Esse erro consiste em um dos piores que qualquer empreendedor pode cometer durante sua caminhada. Investir em uma oportunidade de negócio sem compreender as particularidades do mercado pode significar uma queda desastrosa de seu empreendimento.

Por essa razão, é primordial estudar a respeito do mercado e entendê-lo de verdade. Não confie apenas no que está sendo falado pela mídia.

Faz parte da gestão de franquias estarem atento ao mercado de atuação a todo instante. Isso porque não resolve apenas acreditar que o franqueador fornece tudo que é preciso para a franquia.

Não dialogar com os consumidores, não efetuar pesquisas a respeito do público-alvo, não compreender quais as verdadeiras necessidades e os desejos dos clientes é algo que diversas franquias, franqueados e franqueadores persistem no erro. E é uma falha que jamais pode ser cometida.

2. Não estudar a viabilidade da expansão

Saber como estruturar uma franquia é imprescindível e, além do mais, precisa ser tratada como um investimento. Entretanto, outro erro recorrente é a ausência de estudos a respeito à viabilidade dessa ação. Logo, mesmo organizações que gerenciam com eficiência o seu lucro podem se colocar em condições financeiras adversas ao crescer.

Dessa forma, o planejamento precisa ser detalhado e é fundamental contar com uma avaliação de custos correta. Assim, soluções de geomarketing podem ajudar você a encontrar demandas para novos mix de itens em um varejo.

A maneira mais eficiente de lidar com todas essas variáveis é realizar um estudo aprofundado e estabelecer os custos no planejamento da expansão. Lembre-se que é essencial estabelecer um prazo para recuperação dos recursos e planos de contenção para lidar com os contratempos.

3. Não ter de capital de giro

O capital de giro consiste em um recurso utilizado para efetuar o pagamento de despesas básicas da empresa. Dessa maneira, todo negócio deve apresentar um capital de giro para continuar operando de maneira eficiente e regular, sem precisar passar por apertos ou mesmo paralisar o desenvolvimento do empreendimento.

Contudo, empresas novas tendem a não ter muito capital de giro, o que pode afetar todo o planejamento e levar, em último caso, ao fechamento da empresa.

A maioria do sistema de franchising  realiza um conjunto de treinamentos e sugestões sobre como elaborar e manter um capital de giro seguro para a organização continuar funcionando.  Em vista disso, realize de tudo para que ele não seja gasto de maneira desnecessária e trabalhe para mantê-lo em um nível seguro.

4. Negligenciar o treinamento dos franqueados

No primeiro momento, é necessário ter em mente que toda franquia precisa ter um padrão de funcionamento, isso é, a experiência do cliente com sua marca e os principais aspectos da organização devem ser repassados, dentro do possível, em todos os ambientes.

Então, será preciso, por exemplo, proporcionar treinamentos, e a forma mais eficaz de realizar isso são nas lojas em funcionamento, para que os colaboradores antigo colaborem com o processo de aprendizagem dos novos.

Integração de sistemas, transferência de estoques e diminuição do valor disponível são outros reflexos que precisam ser avaliados, principalmente para os empreendedores que atuam no varejo. Tendo isso claro, monte uma equipe, realize treinamentos e elabore canais de comunicação para as propostas sejam constantemente alinhadas entre todos.

Nesse contexto, engajar gestores, supervisores e vendedores no processo é a maneira mais eficiente de garantir que eles sejam mais eficientes  e que consigam diminuir os impactos desfavoráveis.

5. Escolher uma franquia não compatível com o seu perfil

A seleção de franquia não precisa ser realizada com pensamento exclusivo na análise de mercado e análise do perfil do cliente. Aspectos mais subjetivos, como o perfil pessoal do proprietário, precisam ser levados em consideração antes de iniciar um negócio.

Provavelmente você já deve ter escutado falar que antes de trabalhar em determinada área, é necessário saber se gosta realmente daquilo ou não, visto que profissionais de sucesso geralmente são aqueles que gostam o que fazem. Isso também vale ao entrar em um sistema de franquia. Logo, prefira o ramo que você tem mais afinidade e entende sobre o assunto. As alternativas são diversas e variam desde o setor alimentício até a construção civil.

Logo, uma eficiente gestão de franquia é primordial para que o empreendimento resiste às adversidades que serão passadas tanto durante a sua implantação quanto ao longo de sua manutenção com a finalidade de evitar o fracasso do negócio.

6. Não contar com o apoio de uma consultoria especializada em franquias

Para que não ocorram erros drásticos, é fundamental contratar uma consultoria especializada em franquias. Para diminuição de gastos, é muito comum os empresários buscarem diretamente um advogado para efetuar a Formatação Jurídica.

Entretanto, é muito improvável que um advogado saiba sobre finanças, planejamento estratégico e estudos aprofundados no sistema de franquias. Além do mais, é improvável também que a papelada será redigida de forma correta, pois um bom plano de negócios que direciona a boa formatação como um todo.

Portanto, o franqueador precisa tomar diversos cuidados antes de iniciar um negócio. Ao tomar as precauções necessárias, o franqueador corre menos riscos de falhas e conseguirá lidar com os prejuízos que eventualmente surgem. É imprescindível contar com uma ajuda especializada para garantir a eficiência no processo de expansão da empresa por meio de franquias e, assim, aprender como estruturar uma franquia de maneira eficaz.

Nosso artigo foi esclarecedor e útil para você? Ficou com alguma dúvida ou gostaria de ter mais informações? Entre em contato conosco! Será um prazer atender você!

tudo sobre rede de franquiasPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário