Estruture um delivery e aumente as vendas do seu negócio

3 minutos para ler

A crise do Coronavírus e o distanciamento social levantaram várias questões para o setor de varejo e franquias como: “como continuar lucrando na pandemia?”, por exemplo. Sair para fazer compras ou comer são oportunidades de contágio evitáveis e isso fortaleceu o delivery.

Na última semana de abril deste ano, 53% dos brasileiros solicitaram delivery de duas a três vezes na semana, de acordo com uma pesquisa do Kantar. Enquanto isso, uma rede de franquias de delivery, a RapidãoApp, aumentou em 70% o volume de vendas, segundo a Pequenas Empresas Grandes Negócios.

Não há dúvidas de que essa é uma excelente oportunidade para que marcas que ainda não tinham esse sistema estruturado, se adaptem e aumentem o volume de vendas.

Como implementar um sistema de delivery?

O primeiro passo é criar um plano de negócios para esse canal. Esse plano deve contemplar questões financeiras, recursos humanos e o mais importante, um perímetro de entregas inteligentes e um mix de produtos competitivo.

Além disso, as estratégias de promoção, a gestão do estoque e a rentabilidade da operação dependem de uma inteligência geocomercial que somente um estudo de geomarketing pode oferecer para o sucesso do delivery.

serviço de geomarketing

Os benefícios do Geomarketing para o delivery

Os estudos de geomarketing mostram o tipo de público que consome na região escolhida: são moradores ou trabalhadores? Essa resposta pode indicar os melhores horários para entregas. Os famosos combos também são criados a partir dessa solução. Afinal, se existem mais famílias no perímetro analisado, por que não atacar esse público com ofertas?

Além disso, é possível analisar o fluxo de pessoas para otimizar as ações de marketing offline. Outra possibilidade é conhecer a média salarial da região para adequar os preços ao bolso do consumidor.

Com o plano de negócios e o estudo de geomarketing prontos, é hora de pensar em um bom app de entregas. O SEMRush realizou um estudo que apontou o Ifood como aplicativo mais utilizado do Brasil quando se trata de delivery. Entretanto, nem todas as cidades contam com esse serviço e a concorrência é muito maior.

Talvez seja mais interessante apostar em um aplicativo próprio ou fazer parte de redes menores com focos em públicos específicos, como o Zé Delivery no mercado de bebidas, por exemplo. O importante é que sua marca seja lembrada e esteja onde o consumidor precisa que ela esteja.

Ainda é cedo para dizer que o novo normal veio para ficar, mas com certeza já mudou os hábitos de consumo pelo mundo. Sua empresa precisa estar por dentro das novas tendências para continuar lucrando.

Ficou interessado no assunto e quer estruturar o seu próprio delivery? Entre em contato com a Goakira e descubra como podemos te ajudar!

Posts relacionados

Deixe um comentário